Aprendizado no tempo da criança
Compartilhe:


A Raquel é orientadora do método Kumon e mãe da Melissa, de dois anos.

Ela conta que estava no último ano da faculdade quando sua tia, que era orientadora do método Kumon, lhe pediu que assumisse a unidade em seu lugar. Raquel ficou em dúvida, não sabia se devia aceitar a proposta, mas começou a pensar em toda a história do Kumon e em tudo o que o método realizava na vida das pessoas. Então, resolveu se tornar orientadora e assumir a unidade.

E, assim que engravidou da Melissa, Raquel já pensava quando a menina se tornaria aluna do Kumon. Quando a filha tinha 7 meses, Raquel a matriculou em três disciplinas: Matemática, Português e Inglês. Hoje, Melissa reconhece os números de um a 10 e já está aprendendo a contar até 15. Ela adora as canções do material do Kumon e é apaixonada por livros. “Às vezes, ela pede para eu ler para ela três vezes o mesmo livro”, derrete-se a mãe e orientadora. “O mais importante é que nada é forçado, é tudo no tempo dela, brincando. Em alguns momentos, ela não quer fazer, e eu não forço”, explica.

Para Raquel, o Kumon é importante porque ensina, principalmente, o aluno a estudar e aprender por si. “Os materiais e a orientação transformam os alunos e as habilidades que eles desenvolvem, levam para a vida toda!”

Conheça mais a história da Raquel e da Melissa no nosso vídeo.

Construa a sua história com o Kumon!
Potencializar o aprendizado é Kumon. Kumon é para a vida.
Encontre abaixo
a unidade
mais
próxima de você :